Violações na liberdade de imprensa

Fonte: Mundo ao Minuto

A organização Repórteres Sem Fronteiras (RSF) pediu este sábado, dia 18 de abril, à Organização Mundial de Saúde (OMS) que controlem as infrações da liberdade de imprensa. As violações acontecem em todo o mundo durante a crise provocada pelo novo coronavírus.

Repórteres Sem Fronteiras solicita, numa carta para o secretário-geral da ONU, António Guterres, e ao diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, que façam um apelo aos Estados-membros sobre a violação da liberdade de imprensa.

A organização de jornalistas afirma que todos os atentados à liberdade de imprensa provocam uma desinformação e uma infração no direito à saúde. A RSF pede ainda medidas de proteção para o trabalho dos jornalistas.

Segundo a agência Lusa, o secretário-geral da RSF, Christoophe Deloire, relembrou que Guterres definiu a pandemia como “o maior desafio desde a Segunda Guerra Mundial”, o que leva à vigilância das violações à liberdade de imprensa “cometidas por numerosos governos em resposta a esta crise inédita”. Acrescentou ainda, que para ele, os ataques são responsáveis pelo “agravamento da doença e um risco vital para milhões de seres humanos”.