Polícia encontra 64 mortos num contentor em Moçambique

A polícia encontrou, esta terça-feira, dia 24 de março, durante a operação de controle de peso, 64 mortos num contentor e 14 sobreviventes, que chamaram a atenção dos polícias com gritos e batidas no contentor. 

O camião circulava na província de Tete, interior oeste de Moçambique. Após ouvirem os gritos dos que sobreviveram, os Agentes forçaram a abertura do contentor. Fontes policiais moçambicanas, adiantaram à Agência Lusa que asfixia é a possível causa das mortes e de ser provável tratar-se de imigrantes ilegais de diversos países. Embora, o jornal “O País” detalha que as vítimas são de nacionalidade etíope. 

Segundo o Expresso, o motorista e o ajudante do camião receberam 35 mil meticais (489 euros) para o transporte dos imigrantes. Os dois foram detidos pela polícia, que continua em investigações para apurar o responsável pela entrada clandestina dos imigrantes. O jornal acrescenta que a fronteira de Zobué, no distrito de Moatize, é um local comum de entrada de imigrantes ilegais que tentam chegar à África do Sul em busca de melhores condições de vida. 

A porta-voz dos Serviços Provinciais de Migração de Tete, Amélia Direito, avançou ainda que os 14 sobreviventes vão submeter-se a testes de rastreio a Covid-19.