Morreu Albert Uderzo, o co-autor da banda desenhada Astérix

Fonte: Publico / YVES HERMAN/REUTERS

O ilustrador francês Albert Uderzo, morreu, esta terça feira, dia 24 de março, aos 92 anos após um ataque cardíaco. A notícia foi anunciada pelo genro à Agence France-Presse, onde revelou também o cansaço em que Uderzo se encontrava.

Nascido a 25 de abril de 1927 em Fismes, França, Albert Alexandro Uderzo, filho de pais italianos, dedicava o seu tempo às bandas desenhadas de humor e aventura. Ficou conhecido pela sua famosa banda desenhada “Astérix”, ao lado de Renè Goscinny, que apaixonou várias gerações durante seis décadas.

Segundo o Jornal de Notícias, os dois ilustradores conheceram-se em 1950, contudo o “Astérix” nasce apenas nove anos depois com desenho de Uderzo e argumento de Goscinny, na revista de BD “Pilote”.

Em Portugal, o guerreiro gaulês, “Astérix”, apareceu pela primeira vez em 1961, na revista Foguetão. Em 1967 chegou o primeiro álbum a território naciona, com a publicação “Astérix, o Gaulês”.

As manifestações de pesar a Uderzo já são muitas na internet. Milhares de internautas têm, durante o dia, prestado nas redes sociais a sua homenagem ao que foi considerado, esta terça-feira, dia 24 de Março, o “Monstro sagrado” da banda desenhada, pelo o jornal “Le Monde”.