Morreu a escritora Maria Velho da Costa, , uma das autoras de “Novas Cartas Portuguesas”

Fonte: Google Imagens

Maria Velho da Costa morreu, este sábado, em Lisboa. A escritora de 81 anos deixa o seu cunho na área de eleição a que dedicou a vida, tendo sido a primeira mulher a tornar-se presidente da Associação Portuguesa de Escritores. Vencedora do Prémio Camões em 2002, faleceu de forma súbita em casa.

Considerada uma das vozes renovadoras da literatura portuguesa desde a década de 1960, Maria Velho da Costa é autora de conto, teatro, mas sobretudo de romances como “Maina Mendes” (1969), “Casas Pardas” (1977) e “Myra” (2008).

Maria Velho da Costa foi ainda uma das coautoras, juntamente com Maria Teresa Horta e Maria Isabel Barreno, de “Novas Cartas Portuguesas” (1972), uma obra literária que denunciava a repressão e a censura do regime do Estado Novo.

Deixa uma obra que se notabilizou desde os anos 60, que foi destacada pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.