Medidas de confinamento em Itália permanecem até 13 de Abril

Fonte: Lusa

O Ministro da Saúde italiano, Roberto Speranza, anunciou hoje, dia 1 de abril, a expansão das medidas de confinamento até dia 13 de abril, fim das festividades da Páscoa. A decisão tomada serve para limitar as actividades e a movimentação de pessoas.

Segundo a agência Lusa, o Instituto Superior de Saúde garante que, em Itália, a curva já atingiu o seu pico, o que indica uma fase plana, em que os casos não aumentam. Após estabilizar os dados, é esperado um decréscimo dos números relativos ao Covid-19. 

O ministro da saúde italiano, Roberto Speranza declara que o importante é “não cometer erros” ou cair no “optimismo fácil”, pois “existe o risco de comprometer os sacrifícios realizados até agora” e “os primeiros sinais positivos não devem ser confundidos como um sinal de que o alarme cessou”.

Durante a intervenção no senado italiano, Roberto Speranza diz que os especialistas afirmam o bom cumprimento das medidas e que o país está no “caminho certo”. Contudo para o ministro, é um erro confundir o primeiro resultado como uma derrota do vírus.

O ministro da saúde garante que a investigação científica é fundamental para combater o vírus. Ainda deixa um alerta no sentido em que sem vacina é impossível vencer o Covid-19 e acrescenta que deve-se “evitar a explosão de novos surtos”.

Um momento de solidariedade e de união no clima político é necessário para manter o país unido num momento de fragilidade, revela o ministro.

Segundo um estudo realizado pelo Centro de Ciência e de Engenharia e Sistemas da Universidade John Hopkins nos EUA, registam-se 12.428 mortes e 105.792 infetados na Itália.