Máscara, o novo acessório de moda

Fonte: super.abril

No contexto atual de pandemia têm surgido diversas questões sobre a utilização de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), nomeadamente, as máscaras. Existem três tipos: as de uso social – também conhecidas como não-cirúrgicas -, as cirúrgicas e as FFP2.

Máscaras de uso social – Não é certificada. Pode ser de pano e feita em casa. Até agora, a DGS desaconselhava o uso deste tipo de máscara, porque, como ainda se pode ler no site da DGS: “podem acumular resíduos ou até partículas infeciosas, fazendo com que aumente o risco de disseminação do vírus”.

– Máscaras cirúrgicas – Apenas aconselhadas a profissionais de saúde e uma parcela da população, são feitas de polipropileno e prendem-se normalmente com elásticos. Estas máscaras têm habitualmente três camadas: uma exterior impermeável e repelente; uma intermédia que filtra agentes patogénicos; e uma interior, que absorve água, transpiração e saliva.

FFP2 – Não é indicada para a generalidade das pessoas. Este tipo de máscaras tem até quatro camadas, incluindo uma barreira de “tecido não tecido” (TNT), uma de carvão ativado que protege de poluição química; um filtro de algodão para micropartículas e uma última de TNT de polipropileno para ficar encostada à pele. Destinam-se a filtrar o ar e podem ter, inclusive, uma válvula.

Distinção entre a máscara de tecido e a cirúrgica. Fonte: anf

Como colocar e tirar?

Durante o uso: não esquecer

Segundo a TSF, as máscaras devem ser usadas de forma interrupta durante a deslocação a um espaço público. Não é aconselhado tirar a máscara para falar ou fumar, e ainda menos baixá-la para o queixo ou a testa.

Durante o uso, não é recomendável tocar na máscara com as mãos, já que estas podem levar à acumulação de vírus. Se o fizer acidentalmente, deve lavar as mãos de imediato ou desinfetar com álcool.

Todas as máscaras são uma medida complementar de proteção: o seu uso não dispensa a lavagem das mãos, a etiqueta respiratória (tossir ou espirrar para o braço com o cotovelo fletido) e a manutenção da distância social.