Marco Galinha e Gustavo Guimarães unem esforços para comprar TVI

Público/Nuno Ferreira Santos

Depois de a Cofina ter desistido de tentar comprar a Media Capital, chegou a vez de um grupo de empresários liderado por Marco Galinha, do grupo Bel, e Gustavo Guimarães, da Apollo, fazerem uma proposta de compra à Prisa. O Grupo Media Capital detém, entre outros, o canal da TVI, a Rádio Comercial e a empresa de produção de conteúdos Plural.

Segundo o Público, no início do mês de abril, o empresário Marco Galinha, do grupo Bel, e o gestor Gustavo Guimarães, que representa o grupo Apollo, que detém ainda Prozis e a Nova Expressão, propuseram a aquisição da Media Capital à Prisa. O grupo espanhol, proprietário do El País, já tentou várias vezes sair da empresa, à qual pertence a TVI, mas ainda sem sucesso. O jornal apurou ainda, junto de fontes financeiras, que o grupo liderado por Marco Galinha vai ser financiado pelo Novo Banco, pelo Millennium e pelo espanhol BBVA.

O recuo de Paulo Fernandes, acionista da Cofina, que foi conhecido na segunda semana de março, deu asas a que Marco Galinha, o dono do Grupo Bel e proprietário do Jornal Económico, se chegasse à frente deste negócio e fizesse uma oferta de compra da Media Capital. O Governo já teve conhecimento desta intenção, que lhes foi chegada através de uma carta. 

Existem informações, ainda não confirmadas, que dão conta da existência de outros candidatos à compra da Media Capital que são a Cofina, o José Eduardo Moniz, antigo diretor da TVI e da RTP e o empresário do turismo Mário Ferreira, que é um dos acionistas do site de notícias económicas Eco