HomeStage Festival junta músicos e atores por todo o mundo

Fonte: Lusa

HomeStage Festival apresenta músicos e atores de vários países, incluindo Portugal, a partir da próxima sexta-feira, 27 de março, com o objetivo de alertar para a debilidade dos espectáculos.

São mais de 80 músicos e atores pelo mundo fora que se juntam na iniciativa HomeStage Festival de 27 de março a 1 de abril. De acordo com a Lusa, o projeto conta com “mais de 60 nomes alinhados, representando 11 nacionalidades”, por “streaming” em seis países.

Perante o estado de emergência e a pandemia de Covid-19, o festival serve de “consciencialização geral acerca da situação precária vivida pelos artistas e restantes profissionais do espectáculo no contexto atual que se vive por todo o globo”, refere a organização em comunicado à agência Lusa.

Em Portugal, existem dezenas de espectáculos de música, teatro e dança que foram adiados devido às medidas impostas pelo Governo. Desta forma, a HomeStage Festival declara ser essencial a produção e o acesso à cultura.

Bruno Pato é o primeiro a estrear o festival pelas 16 horas de sexta-feira com uma duração máxima de meia hora. Cada atuação tem um intervalo de meia hora e terminam pelas 22:30 com o músico Sebastião Antunes.

Os donativos voluntários e diretos para os artistas ocorrem através de MBWay, PayPal ou IBAN.

ATUAÇÕES DO PRIMEIRO DIA (SEXTA-FEIRA, dia 27 de março)

– Grame Pullyen (Reino Unido)

– Daniel Schvetz (Argentina)

– Joana Figueira, Monáxi, Najla Shami (Espanha)

– Miguel Calhaz, Pedor Diogo, Casuar, Carlos Clara Gomes e Luiz Caracol.

O cartaz e todas as informações dos dias e horas respectivas de cada artista está disponível na página oficial de Facebook da organização.