Governo anuncia que escolas continuarão fechadas

Fontes: Público

Depois de uma ronda de encontros com os partidos, António Costa anunciou, à saída do encontro, que as aulas irão continuar a ser dadas à distância. “Este 3º período iniciar-se-á como previsto no próximo dia 14, mas sem atividades letivas presenciais”, revela o primeiro-ministro. Numa declaração ao país após o conselho de ministros, Costa afirma que “este é um sacrifício que se justifica: a suspensão das atividades letivas nas escolas deu um contributo decisivo no controlo da pandemia e tem sido uma ajuda preciosa para os profissionais de saúde”. 

Ainda na mesma declaração, o primeiro-ministro anunciou que que os exames do 9º ano e as provas de aferição serão cancelados. Já os exames do secundário e de acesso ao ensino superior serão adiados, para que ainda possam ser retomadas aulas presenciais do 11º e 12º ano. “Deste modo, a atividade letiva poderá estender-se até ao dia 26 de junho”, afirma António Costa.

A primeira fase dos exames será reagendada entre 6 e 23 de julho.

A segunda fase dos exames será reagendada entre 1 e 7 de setembro.