Governo abre comércio e fecha concelhos

Fonte: Público

O Primeiro-Ministro, António Costa, comunicou esta sexta feira, dia 24 de abril, as alterações que vão acontecer no futuro próximo do país. Em causa está a retoma das atividades do comércio e o encerramento dos concelhos durante o fim de semana prolongado de maio.

Esta sexta-feira ocorreu a reunião do governo com a Confederação do Comércio Português, em conjunto com associações de comerciantes de Lisboa, Viseu e Fafe. Após o encontro, António Costa calendarizou a retoma à vida rotineira das empresas, a acontecer de forma faseada, a 4 de maio, 18 de maio e 1 de junho. Deste modo, no dia 30 de abril serão anunciadas as atividades que irão, durante essas fases, ser libertadas do confinamento.

Todavia, o funcionamento dos estabelecimentos vai passar por processos rigorosos de proteção individual e lotação. Segundo a Lusa, a reunião serviu também para discutir medidas de higienização a utilizar ao longo do período de levantamento do Estado de Emergência. “Todos os setores de atividade estão a definir normas de segurança, que terão de ser validadas pela Direção Geral de Saúde”, assegurou o Primeiro-Ministro.

O governo anunciou ainda que os portugueses vão ver-se impossibilitados de sair dos seus concelhos de residência no período de 1 a 3 de maio, correspondente ao fim de semana prologado, devido ao feriado de celebração do Dia do Trabalhador. De acordo com as declarações de António Costa a proibição vai ocorrer nos moldes já utilizados durante a pandemia, isto é, “tal como aconteceu no período da Páscoa”.