Faleceu o ator brasileiro Flávio Migliaccio

Fonte: Aqui notícias

Faleceu esta segunda-feira, dia 4 de maio, o ator brasileiro Flávio Migliaccio. O corpo do ator de 85 anos foi encontrado já sem vida, por um caseiro, na sua casa de Rio Bonito. A informação relativa à morte foi confirmada pelo 35º Batalhão de Polícia Militar.

De nome completo Flávio Gomes Migliaccio, o ator originário de São Paulo iniciou a carreira da representação no teatro, com apenas 14 anos. A experiência foi contada na sua autobiografia onde, segundo Folha de São Paulo, revelou que o contacto com o teatro se deu quando caminhava junto à igreja de Tucuruvi e ouviu um grupo a ensaiar. Após ter assistido ao ensaio, falou com os atores e pediu para interpretar a personagem principal. Após ter brilhado na sua performance, permaneceu na companhia durante um período de três anos, no quais chegou a assumir a direção.

A estreia em televisão proporcionou-se com o “Grande Teatro Tupi, em 1958. Todavia, o papel que maior reconhecimento lhe trouxe foi o de xerife, em “O Primeiro Amor” e “Shazan, Xerife e Cia(1972).O ator deu também cartas no cinema, ao participar em 23 filmes, incluído na obra cinematográfica “Aventuras com Tio Maneco”, onde representava a personagem principal.

Com cerca de 64 anos de carreira, Flávio Migliaccio foi galardoado com o prémio “Melhor Revelação”, no Troféu Impressa, em 1972, em detrimento da sua atuação em “o primeiro amor” e com o título de “Melhor Ator Coadjuvante” do Troféu APCA, em relação à novela “A próxima vítima”, em 1995. Num período mais recente, em 2019, a prestação na última novela que gravou, “Orfãos da Terra”, valeu-lhe o prémio “Melhor ator de televisão”, do Troféu APCA.

As homenagens dos colegas de trabalho ao ator têm-se multiplicado nas redes sociais.

“Eterno Tio Maneco. Vá em Paz, Flávio Migliaccio. Estamos perdendo muita gente boa em 2020”- Emerson Damasceno

Outra notícia triste do dia: o falecimento do ator Flávio Migliaccio, aos 85 anos. Flávio era um querido e trabalhou comigo em “Eta Mundo Bom” (no ar atualmente no Vale a Pena Ver de Novo). Desejo muita força pra toda a família e amigos neste momento. Descanse em paz!– Walcyr Carrasco

“Caramba, tá difícil hoje, adeus Tio Maneco”- João Barone