Escândalo de pedofilia marca centenário de João Paulo II

Fonte: Público

O centenário do nascimento do papa João Paulo II, celebrado solenemente este fim-de-semana na Polónia, foi marcado este sábado, 16 de maio, pela exibição de um documentário sobre atos de pedofilia na Igreja católica. O atual bispo da cidade polaca Kalisz, Edward Janiak, terá dado cobertura. 

Segundo o Público, pouco tempo depois da difusão do filme Zabawa w Chowanego (Jogo das Escondidas), seguido em direto no YouTube por cerca de 80.000 pessoas, o primado da Polónia, arcebispo Wojciech Polak, apelou à Santa Sé para “iniciar procedimentos” sobre os casos citados. 

O documentário é o segundo deste género realizado pelo jornalista independente Tomasz Sekielski e já conta com mais de três milhões e meio de visualizações em apenas 24 horas. Com uma duração de quase uma hora e meia, este documentário refere-se, de forma detalhada, à história de dois irmãos, vítimas de abusos sexuais cometidos por Edward Janiak, atual bispo de Kalisz. 

“O filme Zabawa w Chowanego, que acabo de ver, demonstra que as normas de proteção das crianças e dos adolescentes em vigor na Igreja não foram respeitadas”, reagiu o primado da Polónia em mensagem vídeo difundida pela agência noticiosa católica KAI.

“Na minha qualidade de delegado do episcopado para a proteção das crianças e dos adolescentes, solicito à Santa Sé, através da sua nunciatura, que abra um procedimento em virtude du motu proprio [uma carta apostólica] do papa Francisco sobre a omissão de uma reação legalmente obrigatória”, insistiu

O anterior documentário de Tomasz Sekielski, Tell No One (Não digas a ninguém), divulgado há cerca de um ano, foi visto mais de 23.5 milhões de vezes no YouTube.

Primeiro documentário do jornalista Tomasz Sekielski

Ambos os documentários de Sekielski questionam a responsabilidade da hierarquia católica, mas sem abordarem a ausência de reação durante o pontificado do papa João Paulo II, que continua a ser venerado na Polónia. No entanto, o jornalista já anunciou um próximo documentário sobre “o papel de João Paulo II na dissimulação dos crimes perpetrados por padres.”

Já são diversas as manifestações, missas e concertos difundidos na internet que estão incluídos nas celebrações em memória de João Paulo II, que nasceu a 18 de maio de 1920 em Wadowice, no sul da Polónia.