Dia Internacional dos Museus assinalado com a reabertura dos espaços culturais

Fonte: site IMD (international council of museums)

Comemora-se esta segunda-feira, dia 18 de maio, o Dia Internacional dos Museus com as reaberturas e inaugurações, tendo como objetivo a promoção da diversidade e inclusão nos espaços culturais.

O Conselho Internacional de Museus (ICOM) organiza, desde 1977, o Dia Internacional dos Museus. De acordo com o ICOM, a consciencialização do público é crucial para o facto de que “os museus são um importante meio de intercâmbio cultural, enriquecimento de culturas e desenvolvimentos de entendimento mútuo, cooperação e paz entre os povos”.

O tema deste ano é “Museus para a Igualdade: Diversidade e Inclusão” e muitos dos museus divulgaram nos seus sites oficiais, como preparam a celebração deste dia.

Segundo o site Espalha Factos, em Portugal, o Centro Cultural de Belém apresenta as exposições num “horário reduzido” acompanhado da implementação das “novas medidas de segurança e higiene”. O CCB explica a “confiança, segurança e novidade” com a comunidade, as “regras de ocupação, permanência e distanciamento social”, o reforço de proteção dos “espaços de atendimento ao público”, a “utilização de equipamentos de proteção individual” e ainda a abertura dos serviços que o CCB oferece.

O Centro Cultural de Belém menciona no site uma tabela que mostra o novo horário do espaço. A exposição “O Mar É a Nossa Terra” deu início à reabertura do CCB.

Segundo a página do Dia Internacional dos Museus (IMD), a edição de 2020 visa juntar os museus com a comunidade em geral, pois “este dia não é apenas sobre museus: é uma celebração de cada pessoa que os cria os lugares de admiração que eles são”.

Suay Aksoy, presidente do ICOM, deixa uma mensagem de esperança para todos. Segundo Aksoy, dependente de cada um “desempenhar na reimaginação e construção de um futuro baseado na igualdade, diversidade e inclusão”.