Dia Internacional dos Monumentos e Sítios soleniza-se a partir de casa

Exposição sobre a fundação de Loulé no Museu Nacional de Arqueologia NUNO FERREIRA SANTOS

Desde a sua existência, que já conta com mais de três décadas, o Dia Internacional dos Monumentos e Sítios (DIMS) celebra-se este sábado, dia 18 de abril, dentro do mundo digital. Evento conta com mais de 500 atividades que nos levam a explorar todo o país, pelo ecrã do nosso computador.

Realiza-se este sábado, dia 18 de abril, mais uma edição de festejo português, pelo Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, que tem como tema “Património Partilhado – Culturas Partilhadas, Património Partilhado, Responsabilidade Partilhada”. Para sensibilizar o usufruto consciente e preservação do património, o DIMS programa visitas guiadas, exposições e concertos. Contudo, devido à pandemia Covid-19 a Direção-Geral do Património Cultural (DGPC), em conjunto com o Conselho Internacional dos Monumentos e Sítios (ICOMOS), criou um programa ‘online’ para esse dia. 

“Em poucas semanas, o mundo mudou, mas o nosso envolvimento para com as comunidades e a nossa herança comum permanece inalterado. E este é, realmente, um tempo de partilha, de resistir através da cultura, da união e da imaginação, e o património é, sempre, um factor de identidade, de esperança e de criação.”

DGPC

Segundo o Público, as pessoas podem aceder aos espaços, exposições, apresentações, filmes e outras atividades nos diferentes monumentos e sítios de Portugal, na página de Internet ou na rede social de Facebook, criada exclusivamente para o evento.  

Página Inicial do evento

O Dia Internacional dos Monumentos e Sítios é celebrado a 18 de abril e tem como principal objetivo promover os monumentos e sítios históricos, de forma a valorizar o património, ao mesmo tempo que tenta alertar para a necessidade da sua conservação e proteção. A data foi declarada a 18 de abril de 1982 pelo ICOMOS, e aprovada pela organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO), em 1983.