Degelo dá a descobrir artefactos usados por vikings

Fonte: socientifica

Arqueólogos encontraram mais de mil artefactos num trilho montanhoso que eram usados por vikings, há cerca de mil anos, em Lendbreen, no sul da Noruega. Os dados da descoberta, feita pelo Programa Glaciar Arqueológico de Opplan, na Noruega, foram publicados esta quarta-feira, dia 15 de abril, na “Antiquity”, uma revista científica da Universidade de Cambridge.

Segundo o jornal Expresso, os artefactos encontrados num trilho de montanha em Lendbreen foram congelados no tempo, porém o derretimento do gelo, causado pelo aquecimento global, permitiu a sua descoberta. Trenós, uma túnica de lã feitas de pele de animal, luvas de malha, setas ainda com penas presas e sapatos de neve para cavalos fazem parte de alguns exemplos encontrados que, de acordo com as pistas, datam entre os anos 300 e 1500, fase em que os vikings predominavam na Escandinávia.  

O estudo realça a importância da descoberta por dar novas informações sobre os “fatores-económicos que influenciavam viagens em elevadas altitudes”. “A maioria dos artefactos foram encontrados no chão, mas a posição dos objetos, especialmente os feitos de materiais orgânicos leves, não refletem o local preciso onde foram deixados”, explicou Lars PilØ,o primeiro dos três autores, no corpo do estudo.

Uma ferradura encontrada juntamente com artecfatos de uma estrada viking na Noruega
Um excepcional fragmento de tecido encontrado junto com os artecfatos de uma estrada Viking
Uma faca encontrada junto a outros artecfatos de estrada viking na passagem da montanha Lendbreen.

A descoberta é “bastante notável”, analisou James Barrett, um arqueólogo da mesma universidade, ao “The Guardian”, justificando que os objetos têxteis estão “preservados quase na perfeição” devido ao gelo. “É uma descoberta de sonho”, concluiu.