Covid-19 – PIB americano regista a maior queda desde a crise de 2009

Fonte: Expresso

O Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos da América regista uma  queda de 4.8% no primeiro trimestre do ano. Este valor corresponde ao maior decréscimo do PIB americano, desde 2009, o ano da grande crise. A informação foi divulgada pelo Bureau of Economic Analysis, que publicou esta quarta-feira, 29 de abril, a estimativa do PIB do país. 

Bureau of Economic Analysis, organismo oficial de estatísticas dos Estado Unidos, regista um decréscimo acentuado do PIB americano. O declínio deste valor é superior ao esperado pelos analistas, que admitem tratar-se do maior recuo desde o segundo trimestre de 2009, ano da grande depressão. Nesse ano, o PIB americano teve uma queda de 6.1% e 5.5% nos primeiros dois trimestres, adianta o Expresso

O decréscimo deve-se à quebra do consumo por causa do novo coronavírus. Desde o início da pandemia, o consumo de bens diminuiu, principalmente nos setores de venda de automóveis e serviços, como entretenimento, viagens e alimentação, exportações e importações ou mesmo o comércio geral. Segundo o Expresso, o impacto da crise não afetou o investimento fixo residêncial e o gasto público. 

A queda sucede o crescimento de 2.1% no final do ano passado. Já 2020 deve registar um recuo de 5.9% no PIB dos EUA, de acordo com o Fundo Monetário Internacional (FMI).