Covid-19: Macron, Von der Leyen e Merkel unem-se à OMS para acelerar vacinas e medicamentos

Fonte: Público

Emmanuel Macron, Ursula von der Leyen e Angela Merkel apoiam hoje, dia 24 de abril, a Organização Mundial de Saúde (OMS) a lançar uma iniciativa que permita acelerar a busca por vacinas e medicamentos para tratar a covid-19. Após ter congelado o financiamento à OMS, os Estados Unidos não participam no projeto.

O novo coronavírus que surgiu na cidade de Wuhan, na China, em dezembro de 2019, já infetou mais de 2,7 milhões e provocou a morte de cerca de 190 mil pessoas. Estão a ser desenvolvidas uma centena de potenciais vacinas, incluindo seis na fase de ensaios clínicos, avançou à Reuters Seth Berkley, director da Aliança para Vacinas GAVI, uma parceria público-privada que lidera campanhas pela imunização contra várias doenças em países pobres.

Segundo o Público, o diretor interino da agência norte-americana para o Desenvolvimento Internacional (USAID), Jim Richardson, anunciou esta semana que os Estados Unidos estão à procura de um parceiro alternativo à OMS. Prometeu “novos anúncios sobre o financiamento da saúde global nos próximos meses” e espera que o país possa colaborar para desenvolver “trabalho importante, como vacinas”.