Covid-19 – Boris Johnson recuperado

Fonte: Observador

De acordo com a Associated Press, Boris Johnson regressa ao trabalho esta segunda-feira, dia 27 de abril, depois de permanecer três semanas em confinamento por causa da infeção do vírus da  Covid-19. 

O primeiro-ministro britânico foi diagnosticado com o novo Coronavírus no dia 26 de março, mas os sintomas, de febre e tosse, permitiram que continuasse a exercer funções executivas. Boris Johnson tem 55 anos e foi o primeiro líder mundial detetado com o vírus. No dia 5 de abril foi internado nos cuidados intensivos do Hospital St. Thomas, onde passou três noites, na sequência do agravamento do seu estado de saúde. 

Durante o internamento, foi tratado pelo enfermeiro português Luís Pitarma, segundo o Observador,  bem como por toda uma equipa que se assegurou da rápida recuperação do primeiro-ministro. Numa mensagem publicada no Twitter pessoal de Boris Johnson, agradece o tratamento que recebeu por parte do enfermeiro português e de uma enfermeira da Nova Zelândia. 

Segundo dados da OMS, o Reino Unido encontra-se em quinto lugar dos países com maior número de mortes por Covid-19, com 20.319 vítimas. Antes estão os Estados Unidos da América, Itália, Espanha e França. O número elevado de infetados no Reino Unido provocou duras críticas ao executivo por parte dos britânicos, mas também pela responsável da pasta da Saúde do Partido Trabalhista, Rosena Allin-Khan. Allin-Khan afirmou ao canal televisivo Sky News que as medidas de confinamento foram executadas demasiado tarde, consequência da má gestão da crise pandémica pelo executivo. 

Após três semanas de confinamento, Boris Johnson regressa às suas funções como primeiro-ministro, recuperado, mas ciente das críticas que terá de continuar a enfrentar.