António Guterres: Conferência da UE “é o tipo de liderança de que o mundo precisa”

Fonte: lux24.lu

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, juntou-se a outros líderes internacionais, esta segunda-feira, 4 de maio, numa conferência virtual, para angariar 7,5 mil milhões de euros e intensificar “desenvolvimento, produção e distribuição equitativa de vacinas, diagnósticos e tratamentos” para combater o novo coronavírus. O evento foi organizado pela Comissão Europeia e parceiros.

António Guterres relembra que, em apenas pouco meses, a Covid-19 se espalhou para todas as partes do mundo, infetando mais de 3,3 milhões de pessoas e matando mais de 230 mil. Segundo ele, as medidas de saúde coordenadas e abrangentes são fundamentais para conter a transmissão e salvar vidas, visto que o vírus ainda afeta muitos países, principalmente os que não têm meios para lidar com a pandemia. 

De acordo com as ONU News, Guterres afirmou que “num mundo interconectado, ninguém está a salvo até todos estarmos a salvo”. Ao citar a iniciativa, lançada a 24 de abril pela Organização Mundial da Saúde (OMS), o secretário-geral declarou que o dinheiro arrecadado vai auxiliar o controlo do vírus e que a verba vai ser canalizada através de organizações de saúde “reconhecidas”, como a Coligação para as Inovações e Preparação para Epidemias (CEPI) e a Aliança Global para Vacinas e Vacinação (GAVI), o Unitaid. 

Além disso, o secretário-geral da ONU congratulou a campanha de angariação de fundos e considera que este é o tipo de liderança de que o mundo precisa atualmente.

“Agradeço as contribuições generosas anunciadas hoje rumo ao objetivo de 7,5 mil milhões de euros. Estes fundos são uma espécie de adiantamento para desenvolver as novas ferramentas à velocidade necessária. Mas para chegar a todos e em todo o lado, precisaremos provavelmente de cinco vezes esse montante, pelo que apelo a todos os parceiros que se juntem a estes esforços quando voltarmos a encontrar-nos no final de maio.”

António Guterres

A Presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, também agradeceu os donativos realizados, destacando o “espírito de solidariedade” necessário para combater o surto.