A procura do Layoff

Fonte: Canva

Após a declaração do estado de emergência nacional, foi decretado no dia 27 de março, a possibilidade de as empresas entrarem num regime de Layoff simplificado. Trata-se de uma “ferramenta” que pretende reduzir ao máximo os impactos do coronavírus na economia e nas próprias empresas, pelo que visa evitar o desemprego.

Até ao dia 1 de abril, segundo declarações do Primeiro-ministro, António Costa, 3.600 empresas pediram acesso ao layoff, como é explorado no Eco. A TAP, a fábrica da Mitsubishi e a Transdev, de entre outras empresas, já entraram neste regime.

Fonte: Infografia realizada com base em informações do site “Ecos”